Resenha: 1 página de cada vez


Tinha visto muita gente falando perfeitamente desse livro e desde já estava na minha listinha. Mas como não fui selecionada para a parceria com a Companhia das Letras, eles me propuseram me enviar um lançamento surpresa e quando fiquei sabendo que esse era o livro, quase surtei.
Primeiro, ele é o livro mais grosso que tenho e segundo, pois ele é maravilhoso. 1 página de cada vez é um livro para usarmos nossa criatividade, sairmos do conforto de nossos quartos e sair para o mundo para criar. Ele possui 365 páginas para serem feitas uma por vez, no período de um ano. E minha pergunta é: será que conseguirei fazer apenas uma página por dia? É isso que vou descobrir. Só posso dizer que é o livro mais criativo que já vi. Quem já viu ou possui o 'Destrua este diário', pode esperar que esse é muito mais interessante.
Para vocês conhecerem mais um pouquinho sobre o livro, fotografei umas folhas.





(essa parte é inspiradora)

Gostaram da resenha? Já conheciam o livro?

Acompanhe o blog também em:

Como organizar sua lista de compras/desejos


Não é novidade para vocês que amo organização e sempre dou um jeitinho nas coisas (obrigada mãe rs). Já faz algum tempo que fiz uma lista de compras no word para organizar minha lista de desejos. Mas só agora vim postar por apenas um motivo: precisei mesmo ter certeza que funciona, para poder dar essa dica aqui no blog. Se você, assim como eu, não possui dinheiro para sair rasgando e sempre precisa escolher entre uma e outra coisa para comprar, esse post foi feito para você.
Quem ai não tem coisas para comprar não é mesmo? Eu tenho várias coisas. Já havia tentado colocar tudo em meu caderno na parte de finanças, mas não deu muito certo. Então decidi digitalizar a lista e funcionou perfeitamente. Primeiro preciso deixar claro que em meu caderno de finanças ainda estão coisas para comprar, mas aquelas que precisam ser compradas agora mesmo. Ou seja: por exemplo, coisas de mercado (como quando acaba o papel higiênico, ou o presunto do dia), coisas mais urgentes que precisem ir para o papel por ser mais rápido e prático do que ter de ligar o note. Esse método do caderno não divido em categorias pois apenas anoto, como disse anteriormente, as coisas que vou comprar agora. Mas então vamos falar do meu método de compras digitalizado? Eu organizo meus desejos de compras em quatro categorias:
1. Prioridade = São os itens que eu preciso com mais urgência. São os itens que quando conseguir dinheiro, irei comprar e deixar os outros de menor importância para uma próxima oportunidade. Como meus itens de prioridade são bem mais caros que os outros, como por exemplo, uma câmera profissional, não irei esperar esta lista acabar para comprar algum item do nível intermediário. Os itens já adquiridos ficam em cinza claro, para dar uma apagadinha em relação ao preto.
2. Intermediário = São os itens que não preciso agora e que podem esperar. O que tenho em mente é que se eu não tiver dinheiro suficiente para adquirir um item da prioridade, um item desse tópico poderá ser comprado, desde que não prejudique a aquisição dos itens acima. Os itens já adquiridos ficam em cinza claro, para dar uma apagadinha em relação ao preto.


3. Por último = São os itens que não possuem nada de urgência e a maioria deles são coisas de decoração para meu quarto. Não são essenciais, mas só serão comprados quando pelo menos metade dos itens das duas categorias acima forem adquiridos. Os itens já adquiridos ficam em cinza claro, para dar uma apagadinha em relação ao preto.
4. Wishlist literária = Decidi dividir a lista de livros dos demais itens pois para mim fica muito mais organizado. Na tabela de livros, existem três partes e cada parte possui uma cor diferente para distinguir os itens necessários e os não. Utilizo a cor vermelha para 'prioridade', a cor azul para 'intermediário' e a cor rosa para 'por último' (utilize as cores que preferir). Os itens que já foram comprados estão na cor preta, assim não corro o risco de comprar dois livros iguais.
Dica: Um detalhe muito importante nessa minha organização de compras, é que a cada item da categoria, coloquei uma referência ao lado para saber onde comprar e pesquisar preços. Existem alguns itens que ao lado está o nome da loja física, pois sei exatamente onde encontrar.
Mas porque prefiro digitalizado? Pois são coisas que sei que quero comprar, não preciso ficar abrindo o caderno para verificar a lista. Quando eu quero algo, eu não esqueço. E sei que só vou olhar a lista quando tiver dinheiro, então ela fica bem guardada em meu notebook. É extremamente importante deixar claro em nossa mente a questão da prioridade. Começa com disciplina e depois flui tranquilamente. Isso tem me ajudado a valorizar mais cada centavo, a me questionar se realmente aquilo da lista é necessário adquirir. Acabei me tornando muito mais crítica comigo mesma e mais tranquila em relação ao consumismo.

Gostaram da dica de organização? Querem ver mais dicas assim?

Acompanhe o blog também em:

Roube como um artista

Título: Roube como um artista/ Autor: Austin Kleon/ Editora: Rocco/ Páginas: 159/ Classificação: 5/5
Sei que as coisas acontecem na hora certa. Se eu tivesse comprado esse livro antes, talvez não iria entende-lo como entendi agora. Roube como um artista é um livro do autor Austin Kleon onde ele dá 10 dicas sobre criatividade que funcionam. Claro, se você souber aproveitá-las. 
Não me lembro onde vi ele sendo resenhado, mas desde então ele estava em minha listinha de livros mais desejados. Desde que decidi viver mais o minimalismo, na minha lista só constam livros realmente necessários e esse com certeza será utilizado sempre. Preciso admitir que essa capa preta e branca dele me chamou muito mais atenção do que se estivesse toda trabalhada na cor.
Austin começa o livro dizendo uma frase muito verdadeira, mas que me fez pensar uns minutos: Nada é original! Refleti sobre isso e realmente nada mesmo. Bem nessa página, ele cita um versículo da Bíblia, o Eclesiastes 1:9 - Não há nada de novo debaixo do sol - E não há mesmo.
"Todo artista é um colecionador. Não um acumulador, há uma diferença: acumuladores colecionam indiscriminadamente, artistas colecionam seletivamente. Eles colecionam apenas coisas que realmente amam." pág 21
O livro contém 10 dicas práticas e verdadeiras de como aumentar e aproveitar nossa criatividade. Austin vai contando um pouco de sua vida em cada etapa para nos dar uma ideia dos motivos que o fizeram ter tanta certeza sobre esse mundo das artes. 
Em cada capítulo, há desenhos e pequenos esquemas que tornam cada dica mais interessante e prática. Nenhuma dica me cansou e nem me desmotivou. Muito pelo contrário: em cada página eu ficava louca para sair pelo mundo para criar e criar. Outro ponto positivo que amei nesse livro é o fato de que a leitura não cansa e flui muito rapidamente e divertida.  
"Estamos falando de prática, não de plágio - plágio é tentar fazer o trabalho de outro passar por seu. Copiar é engenharia reversa. É como um mecânico removendo partes de um carro para ver como ele funciona." pág 41 
"Arte que vem só da mente não é boa." pág 63 
Ele cita em várias partes do livro que é sempre bom ter um caderninho por perto para tomar nota das coisas ao redor, mesmo que seja uma conversa alheia ou uma flor. Preciso concordar com ele nisso pois utilizar dessa ferramenta é maravilhoso. Austin ainda nos orienta em uma das dicas, falando que precisamos escrever sobre o que gostamos, se aplicando claramente para qualquer área que você trabalhe.
Outro ponto positivo foi que esse livro serve para qualquer pessoa, de qualquer área. Desde que ela precise aflorar sua criatividade, seja onde estiver. Ele ainda fala da importância de sair da frente do computador e sempre termos hobbies que nos dão alegria e prazer. Uma das coisas que eu até já havia me questionado, era se valia mesmo a pena ter várias paixões e fazer todas. Não sei se sabem, mas eu amo cantar, escrever, dançar, fotografar e ler! Me considerava meio louca por isso e algumas vezes desejei me focar em uma só. Mas não dá. Austin nos diz que ficar apenas com uma delas é bobagem, pois como diz a dica número cinco 'Projetos paralelos e hobbies são importantes'.
"Quanto mais aberto você for para compartilhar suas paixões, mais próximas as pessoas se sentirão do seu trabalho." pág 89 
"A maneira de suportar bloqueios criativos é simplesmente se impor algumas restrições. Parece contraditório, mas quando o assunto é trabalho criativo, limitação é liberdade." pág 145
Esse livro merece nota máxima pois abriu mais minha mente para a vida, e me ajudou a parar de me importar com coisas que não merecem atenção. Nada a dizer de pontos negativos. Ele é maravilhoso e serve para quem quer se manter criativo; para quem está atrás para melhorar suas ideias e para quem não tem ideia nenhuma para criar. Totalmente recomendado.

Gostaram da resenha? Já conheciam esse livro?

Acompanhe o blog também em:

One Lovely Blog Award

É bem difícil eu responder tags por aqui mas aceitei responder dessa vez devido ao carinho das meninas. Fui indicada pela AnaCamyllaCarla e pela Júlia e estou imensamente feliz por quatro pessoas terem lembrado de mim! Uma delicia ne? Então vamos conhecer um pouco mais sobre mim e o blog?
1- Por que decidiu criar um blog e quando começou?
Decidi criar um blog quando tinha 16 anos, em 2008, para salvar meus textos pois estava cansada de escrever no papel. Precisava salvar e então uma amiga me apresentou ao blogger e criei no mesmo dia.
2- Quais benefícios o blog te traz?
Um hobbie maravilhoso que me traz felicidade e prazer. Notei um crescimento muito grande na minha criatividade desde quando comecei a blogar e também aumentou minha paixão pela escrita e por tudo que envolve arte.
3- Qual é o post mais acessado?
O post onde cito algumas músicas que me inspiram a escrever: Clique aqui.
4- Você usa as redes sociais?
Não sou a louca das redes sociais, mas hoje utilizo para o blog apenas o Facebook e o instagram. Mas como podem ver no final de cada post eu tenho conta no pinterest, skoob, we heart e bloglovin.
5- Como o blog tem evoluído?
Muito bem, graças a Deus. Tenho coisas para mudar no blog ainda mas tenho leitores fiéis pois faço isso com amor, mesmo não ganhando dinheiro. 
6- Já viveu algum fato importante por causa do blog?
Indicações maravilhosas de outras blogueiras. Eventos, festas e coisas assim ainda não.
7- De onde nasce a inspiração para escrever e continuar com o blog?
Inspiração vem de dentro para fora. Tudo que veem aqui no blog vem do coração, de minha vontade de externar o que me incomoda. O que tem me motivado muito é trazer aqui inspiração de vida e amor.
8- O que você tem aprendido a nível pessoal e profissional este ano?
A nível pessoal tenho amadurecido e aprendendo a acreditar muito em mim. A nível profissional, mesmo não ganhando dinheiro, é o compromisso de sempre trazer inspiração de vida para quem vem aqui.
9- Qual é sua frase favorita?
A Bíblia é nosso alicerce, é nossa vida. Nada mais perfeito que trazer um versículo que faz parte da minha vida: "Guarda com toda a diligência o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida." Provérbios 4:23
10- Qual conselho você daria para quem está começando agora no mundo dos blogs?
Se realmente ama o que faz não pare, Busque formas de inspirar-se e não desanime. A vida tem altos e baixos mas vai de você saber fazer o melhor em cada um deles.
11- O que os blogs que você vai indicar tem em comum?
Personalidade é o que define, com certeza. Não copiam, e sim criam. Sempre procuram fazer o seu melhor. Indico então:
Franciny                             - Jess                                        - Nathy                                 -Suki              
Pâmela                               - Nandinha                               -Camila 
                    
Gostaram de conhecer um pouquinho mais sobre mim e o blog?

Acompanhe o blog também em:

Resenha: Avon Foot works


Sou uma mulher que não gosta muito de maquiagens, mas amo demais cremes. Não compro vários para ter em quantidade, mas compro um e testo e se realmente gostar, compro novamente. Comprar novamente e por três vezes consecutivas foi o que aconteceu com esse exfoliante e hidratante da Avon. Então me sinto segura para falar deles aqui para vocês.
Como podem ver essa é minha primeira resenha de produtos, e acredito que tenha ficado realmente boa. Quando comprei pela primeira vez os dois, fui convencida por uma amiga e não me arrependi de adquirir. Eles quase sempre estão na mesma página da revista Avon e consegui comprar uma vez em promoção e pelo que me lembro, os dois saíram em torno de R$22,00. Um investimento muito barato para muita qualidade. Totalmente recomendo.

Exfoliante intensivo
O que diz na embalagem: Foot works creme esfoliante intensivo tripla ação é formulado com ingredientes esfoliantes como casca de noz, e ingredientes hidratantes, que proporcionam três benefícios em um só produto:
1. Esfolia, removendo as células mortas.
2. Hidrata, deixando a pele com aparência macia. 
3. Suaviza, ajudando a reduzir as áreas secas e ásperas.
O que eu penso: Esse é o segundo tipo de esfoliante que uso e ele é maravilhoso. No primeiro uso, as bolinhas esfoliantes me incomodaram um pouco mas logo me acostumei pois percebi, após a lavagem dos pés, que realmente a pele fica macia e parece que os pés ficam levemente mais finos. As áreas ásperas suavizam mesmo, mas claro que o uso contínuo dele faz com que o aspecto melhore. Em relação a hidratação, notei que possui um nível médio que fica mesmo bom quando se finaliza com o hidratante. A união dos dois é imprescindível. Em relação ao cheiro, ele tem uma leve fragrância de menta e eu gosto muito disso pois não é nada exagerado, para combinar depois o hidratante que possui um cheiro mais forte refrescante.

Hidratante para pés extrassecos
O que diz na embalagem: Foot works creme de hidratação profunda para pés extrassecos possui uma fórmula enriquecida com glicerina, óleo de semente de girassol, pantenol e manteiga de karité, ingredientes que hidratam profundamente a pele dos pés, deixa a pele macia, hidratada e ajuda a reter a umidade natural da pele. Contém óleo de hortelã-pimenta reconhecido por sua ação refrescante e extrato de agrião. Fórmula não oleosa de fácil absorção.
O que eu penso: Esse creme realmente hidrata e retira aquela capa ressecada dos pés, mas claro que não vai recuperar seus pés na primeira vez de uso. Notei uma diferença muito boa nas áreas ressecadas com cinco dias seguidos de uso, o que considero uma evolução muito grande. A ação refrescante é média, pois não senti um frescor muito grande, apenas o odor fresco de menta que me deixa bem satisfeita. Esse hidratante está no meu top de cremes para os pés, pois já havia testado outros e não substituo esse. Tanto o exfoliante quanto o hidratante, estão na terceira embalagem e esses já estão quase acabando e já posso comprar novamente.

O que acharam da resenha? Já usaram esses produtos?

Acompanhe o blog também em:

23 anos, Campo Grande/MS, Cristã, Nutricionista, apaixonada pela escrita e por livros, fotografia, amante da arte em si. Gosto de leveza, amor, simplicidade, rock in roll, chocolate, listas e organização, amo animais, fofurices e itens de papelaria. Compartilho aqui minha vida, tudo o que me faz feliz e tudo aquilo que me inspira a viver.

 
Chá de Calmila © Todos os direitos reservados. Ilustração por Malena Flores :: voltar para o topo